Blog de moda e beleza

Evolução do Estilo de Roupa Hip Hop: Anos 2000 a 2020

0

A música hip hop deu tão certo que virou um estilo de roupa. Já que não cabia mais apenas à uma manifestação ligada à cultura negra. Ou seja, o seu estilo ousado conquistou os editoriais de moda. E com o passar do tempo houve uma grande evolução. Por isso, vamos falar da mudança do estilo de roupa hip hop. Desde os anos 2000 até 2020.

As roupas e acessórios que compõe este estilo são bem marcantes. E vão e volta de moda com o tempo. Camisetas e calças largas, bonés e correntes do tipo “ostentação” são características deste movimento e de sua moda.

E como 12 de novembro é o dia internacional do hip hop. Vamos dá uma relembrada em cada look e ficar naquela sensação de nostalgia?

Ano 2000

Fonte: Pinterest

No início dos anos 2000, o estilo de roupa hip hop ainda era muito ligado à década de 90. Pois, seguia a mesma tendência. Calças mostrando um pouco da calcinha box de marca. Bandanas e bonés. Além disso, o clássico maxi colares “ostentação” (correntes) e maxi brincos. E se quisesse complementar ainda mais, tinha a jaqueta bomber.

E da mesma forma que acontecia num famoso seriado, conhecido no Brasil como “Um Maluco no Pedaço”; os moletons e calças caídas eram o que marcava alguém que fazia parte deste movimento que virou moda.

Ano 2003

Fonte: Pinterest

Três anos depois, a moda hip hop já tinha sido bem aceita. E uma das características marcantes desta época foi a calça larga. De tal forma que era muito exagerada. Não era uma simples calça que não fica justo ao corpo. Pelo contrário, tinha que ser MUITO larga ao ponto de todos saberem que você trazia no corpo o estilo de roupa hip hop.

Outro aspecto eram os tênis que eram bem robustos. E um cropped na parte de cima com uma jaqueta jeans. Às vezes com um maxi colares.

Ano 2006

Fonte: Rasczum

Já no ano de 2006, o hip hop aderiu aos conjuntinhos. Dessa maneira, o uso de um moletom curto e uma calça parte do conjunto viraram febre. Aliás, a bota de salto alto para dar um “up” no look era também uma “marca” para quem só queria andar como os grupos de hip hop. E dispensar o tênis já que não iriam de fato dançar.

Ano 2009

Fonte: Pinterest

E mais três anos se passaram, e o estilo de roupa hip hop mudou muito. O que estava em alta no momento era usar blusas grandes com números estampados. Sobretudo, se fossem de times de basquete. E assim para compor o look algo mais justo como a calça legging e o famoso tênis. Se acaso não quisessem usar algo mais justo. Tinha pessoas que usavam shorts largos coloridos e bem brilhosos.

Ano 2012

Fonte: Pinterest

As tendências para 2012 eram outras. Aliás, as calças mais largas voltaram com tudo. Não era apenas uma calça larga qualquer. E sim, a calça saruel viscolycra que ia até um pouco mais abaixo que os joelhos. Além disso, as blusas regatas com estampas com nomes de grupos do hip hop eram bem usadas.

Da mesma forma que as calças largas voltaram, os maxi colares “ostentação” (correntes) também voltaram. Bem como, bandanas e tênis robustos.

Ano 2015

Fonte: Pinterest

A roupa hip hop se transformou drasticamente no ano de 2015. A moda era usar moletons com uma pegada colegial. Curtos bem como aqueles com capuz. A calça era um pouco mais soltinha. E o tênis básico. Mas a volta do boné foi essencial e um aspecto muito importante na composição do look.

Ano 2018

Fonte: Pinterest

Novas tendências marcaram o ano de 2018. Aliás, teve de tudo. Camisetas mais despojadas combinando com calças camufladas um pouco mais largas. Ah, não posso me esquecer de falar da meia calça arrastão e das jaquetas que também estavam no look de todos que aderiram a moda hip hop.

Ano 2020

Fonte: Pinterest

Por fim, chegamos no ano de 2020. E a roupa hip hop feminina ousou com um top, a volta da bandana e calças um pouco mais largas do que o comum. Mas não exageradas como foi em 2003. E com o intuito de dar um “up” ao look, um óculos. Um estilo bem minimalista do hip hop.

E aí, gostaram de relembrar os looks de hip hop e acompanhar a evolução desta moda? Você faz ou fez parte deste movimento? E se você deseja saber das novidades do momento, acompanhe o Instagram da Miranda Bastos. Mil Beijinhos…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.